...o que a minha mãe me dava em miúda na noite anterior a qualquer evento especial para dormir melhor. ...o que de vez em quando ainda me dava jeito que a minha mãe me desse. ...um dos aromas que eu mais gosto. ...são reflexões que me assaltam.

06
Mar 14
Acordei pensando estar na casa e que depois do pequeno almoco iria a praia. Fiquei a preguicar um pouco mais entre os lencois e de repente descobri que estava a muitos quilometros da casa e do mar.
Abri a cortina. O sol brilhava la fora envolto na sua capa de poeira. Atraves do vidro adivinhava-se o calor seco e sufocante da cidade. Liguei o ar condicionado.
Fiquei a pensar no mar azul turquesa que me acolhera no fim-de-semana. Nos passaros e nas conchas enormes que vira. Nos peixes multicores pescados para o almoco. Na agua limpida e transparente onde se vislumbravam corais. Na fogueira da noite, na imensidao das estrelas do ceu e das estrelas que brilhavam ao mexermos os pes dentro de agua, quais cristais finissimos. E nos peixes que em cardumes saltavam fora da agua perseguindo o barco.
Ainda ha paraisos na terra. Locais que ficarao para sempre guardados na minha memoria.
publicado por aguadeflordelaranjeira às 19:36
 O que é? |  O que é? | favorito

Março 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


arquivos
mais sobre mim
pesquisar
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO