...o que a minha mãe me dava em miúda na noite anterior a qualquer evento especial para dormir melhor. ...o que de vez em quando ainda me dava jeito que a minha mãe me desse. ...um dos aromas que eu mais gosto. ...são reflexões que me assaltam.

27
Jan 14

Ela tinha uma dor de cabeça que mal conseguia ter os olhos abertos.

Ela olhou para o espelho e tinha os olhos vermelhos.

Ela procurou ávidamente dois ben-u-rons para ver se a dor de cabeça passava.

Ela de vez em quando parava no Facebook.

Ela foi a cozinha para lavar a loiça do pequeno-almoço e descobriu que não tinha detergente em casa.

Ela pôs a louça suja dentro da pia.

Finalmente arrumou a bancada que também serve de mesa de pequeno-almoço.

A dor de cabeça piorava cada vez mais.

Ela comeu um queijo atabafado como jantar só para não ir para a cama sem nada no estômago.

Ela voltou ao Facebook.

Ela arranjou-se e lavou os dentes.

Pegou num pacote de bonbons e esqueceu-se que já tinha lavado os dentes.

Ela pegou num livro e meteu-se na cama.

Ela pôs a sua música preferida a tocar mas a dor de cabeça ainda não estava muito longe e não tolerou por muito tempo.

Não conseguiu concentrar-se no livro.

Até o acto de pensar aumentava a dôr de cabeça.

Ela voltou ao Facebook.

Fechou o livro.

Arrumou os restos das pratas dos bonbons.

Foi lavar os dentes.

Voltou para a cama.

Foi ao Facebook uma vez mais antes de se virar para o outro lado e tentar finalmente dormir.

Se isto não é ser viciada em Facebook e necessitar de ir para reab...não sei o que será.

publicado por aguadeflordelaranjeira às 18:11
 O que é? |  O que é? | favorito
sinto-me:

Janeiro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
25

28
31


arquivos
mais sobre mim
pesquisar
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO