...o que a minha mãe me dava em miúda na noite anterior a qualquer evento especial para dormir melhor. ...o que de vez em quando ainda me dava jeito que a minha mãe me desse. ...um dos aromas que eu mais gosto. ...são reflexões que me assaltam.

05
Jan 14

O cheiro da terra molhada animou-me. A recordação do que quero arquivado tinha-me assaltado por momentos mas depressa o vento fresco que se segue ao aguaceiro levou-a para longe, apenas deixando uma réstea de desilusão.

Paciência. 

A vida segue.

Tem de seguir.

Chego a casa e ouço Jorge Palma.

O som do piano sossega-me os pensamentos e as fotos do mar revolto que vejo na net trazem-me uma ilusão de cheiro a sal e salpicos de espuma a cair-me na pele.

Estou em paz.

Agrada-me a ideia de finalmente ter alcançado a liberdade no meio de um lugar em que essa palavra parece ser desconhecida.

Sinto-me leve como há muito tempo não me sentia.

É tão bom reconciliar-me comigo mesma!

 

publicado por aguadeflordelaranjeira às 17:31
 O que é? |  O que é? | favorito
sinto-me:
música: http://youtu.be/NBvsiX6mY-I

Janeiro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
25

28
31


arquivos
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO